Deputado federal ataca jornalista na Câmara dos Deputados
  • 17.10
  • 2019
  • 19:31
  • Abraji

Liberdade de expressão

Deputado federal ataca jornalista na Câmara dos Deputados

O deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) atacou o jornalista Guga Noblat nesta quarta-feira (16.out.2019), nas dependências da Câmara dos Deputados. Com um tapa, jogou o celular de Noblat ao chão, quebrando-o.

Momentos antes, Silveira havia ameaçado "quebrar" o jornalista, ao ser perguntado sobre dois de seus atos: em 11.out.2019, ele foi ao Colégio Pedro II (Rio de Janeiro) para "vistoriá-lo". Em outubro de 2018, ainda em campanha, quebrou uma placa de rua com o nome da vereadora Marielle Franco, assassinada em março daquele ano.

Não é a primeira vez que Daniel Silveira direciona violência a um jornalista. Em 20.set.2019, amplificou peças de desinformação sobre a revista AzMina, intensificando ataques virtuais às jornalistas que lá trabalham.

A Abraji manifesta solidariedade a Guga Noblat e condena a ação de Daniel Silveira. A agressão a um jornalista que está no exercício da profissão é absolutamente incompatível com a Constituição Federal, que o deputado jurou cumprir ao assumir o cargo, e um atentado direto à democracia que lhe garante o mandato. Um deputado federal deve "tratar com respeito (...) os cidadãos com os quais mantenha contato no exercício da atividade parlamentar", como determina o Código de Ética da Casa, independentemente do tipo de questionamentos a que seja submetido. 

A Câmara dos Deputados deve tomar providências para determinar se houve infração ao decoro parlamentar e aplicar as sanções cabíveis.

Diretoria da Abraji, 17 de outubro de 2019.

Assinatura Abraji