Campanha da Abraji homenageia jornalistas
  • 06.04
  • 2020
  • 18:02
  • Abraji

Liberdade de expressão

Campanha da Abraji homenageia jornalistas

Nesta terça-feira, 07.abr.2020, em que se comemora o Dia do Jornalista, a Abraji lança uma campanha para celebrar o trabalho dos profissionais de imprensa. Vídeos trarão depoimentos de diretores, conselheiros e homenageados no Congresso da Abraji, além de novos talentos. Todos foram convidados a refletir sobre o que é ser jornalista em um ambiente turbulento para o país e o mundo.

Diferentes gerações mostram como o jornalismo é indispensável ao interesse público e à consolidação da democracia, especialmente durante uma cobertura tão intensa como a pandemia da covid-19. Os três primeiros vídeos trazem os depoimentos de Marcelo Beraba, Miriam Leitão e Patrícia Campos Mello.

O objetivo da campanha é valorizar os jornalistas e defender o jornalismo, uma vez que os ataques à imprensa têm aumentado no Brasil e em outros países que possuem governos com viés autoritário. Para Angelina Nunes, ex-presidente da Abraji e atual integrante do Conselho Curador, o jornalista é uma peça indispensável na democracia.  “Cada um de nós, em sua área de atuação e espalhados pelo Brasil e fora dele, é responsável por participar da construção da história, do registro dos fatos. É um ofício fascinante”, disse.
 
Confira aqui alguns trechos dos depoimentos: 

Marcelo Beraba, um dos fundadores e primeiro presidente da Abraji:

“É dia de homenagear os colegas jornalistas que estão na linha de frente nesta guerra contra o alastramento da epidemia. Não são soldados, são mulheres e homens comuns, que têm a consciência da importância deste ofício na divulgação de informações corretas, no monitoramento das ações públicas dos governos, na cobrança de ações inadiáveis, na prestação de serviços e na orientação científica vinda de organizações médicas.”

Pedro Borges, editor-chefe do portal Alma Preta:

“O jornalismo vai muito além do que acompanhar as instituições e ser a garantia de um Estado Democrático de Direito. Cabe ao jornalismo questionar que Estado Democrático de Direito é esse, qual é o estado de vida das pessoas. E, principalmente, ser uma ferramenta de combate cotidiano das desigualdades sociais, raciais e de gênero existentes no país”.

Sempre que compartilhar um dos conteúdos no nosso site e nas nossas redes sociais, ou produzir o seu próprio, lembre-se da hashtag #defendaojornalismo.

Assinatura Abraji